RT Clarion - шаблон joomla Форекс
Domingo, Dezembro 17, 2017

Apresentação

A Fundação Viver Produzir e Preservar, é uma organização sem fins lucrativos, situada na Região da Transamazônica, com sede no município de Altamira, Oeste do Estado do Pará; foi fundada em 1991 pela iniciativa das organizações camponesas, movimentos pastorais e populares urbanos e de educadores da Rodovia Transamazônica e do Rio Xingu, mas sua atuação enquanto movimento social organizado ocorre desde a primeira metade da década de 80 do século passado, após o abandono do projeto de colonização da região pelo governo federal. 
Sua atuação inicial contou com o apoio de movimentos pastorais das Comunidades Eclesiais de Bases da Igreja Católica, movimentos políticos e sociais que lutavam pela redemocratização do país, sendo que sua atuação social e política estavam em sintonia com os demais movimentos de organização social que eclodiam no Brasil e na América Latina.

Leia mais

Edital de Contratação para apoio a Gestão de Unidades de Conservação

A Fundação Viver Produzir e Preservar – FVPP, CNPJ. 34.887.828/0001 – 25, situada a Rua Anchieta, 2092 – Sudam I, município de Altamira – Pará, vem divulgar o presente Edital para Seleção e Contratação de Pessoas com o objetivo de participar do Projeto Motivação e Sucesso na Gestão de Unidades de Conservação Federais – MOSUC.

O projeto tem como objetivo a identificação de soluções inovadoras para os principais desafios de gestão nas Unidades de Conservação da Região Amazônica, assim como o desenvolvimento local e do capital humano.

Informações Gerais

Vagas disponíveis: 07

03 Vagas para atuar no Escritório do ICMBio em Altamira – Pará

04 Vagas para atuar em Campo (02 para o Eixo Xingu e 02 para o Eixo Iriri)

Perfil dos Colaboradores

Auxiliar Operacional de Escritório: ter conhecimento e experiência de atuação ou participação nas comunidades das UCs, ter noção do Plano de Gestão das UCs, possuir ensino médio completo, ter noções de mecânica de automóveis, possuir Carteira Nacional de Habilitação (A-B), ter noções de Informática, ter noções e experiência em trabalho de escritório e almoxarifado, ter conhecimento e habilidade na elaboração de relatórios de campo e documentos básicos como: atas, convites, ofícios, etc.; ter facilidade de comunicação interpessoal e ter habilidade de trabalho em equipe.

Auxiliar Operacional de Campo: Ser das comunidades beneficiadas com o projeto, ter Ensino Fundamental, ter noções de mecânica de automóveis, ter noções de almoxarifado, ter experiência em condução de rabetas e voadeiras, ter conhecimento das rotas dos rios nas Unidades de Conservação supracitadas, ter conhecimento e habilidade na elaboração de relatórios de campo e documentos básicos como: atas, convites, ofícios, etc; ter facilidade de comunicação, ter conhecimento e habilidade de mobilidade nas áreas de florestas das UCs (Mateiro) e ter habilidade em operar e consertar ferramentas e equipamentos como motosserra, bomba d’água, motor gerador, etc.

OBS: Informamos que o não preenchimento de todos os critérios acima solicitado no referido Edital, não caracteriza desclassificação do respectivo candidato interessado.

Atividades Previstas: Os colaboradores contratados deverão contribuir nas atividades previstas no Plano de Gestão das Unidades de Conservação do Núcleo de Gestão Integrada de Altamira considerando os 04 macroprocessos, a saber: 1-Proteção das UCs, 2- gestão Participativa e Gestão de Conflitos, 3- Políticas e Comunidades Tradicionais e Produção e Uso Sustentável e 4-Pesquisa e Monitoramento da Biodiversidade (apoio à pesquisa e autorização e informação científica em Biodiversidade). A seguir as principais atividades previstas:

-Apoiar no controle acompanhamento da manutenção preventiva e corretiva de frota terrestre e aquática

-Conduzir veículos terrestre e aquáticos nas atividades dos macros-processos acima destacados.

-Apoiar no controle de bens apreendidos (identificar, organizar, acondicionar em locais adequados e alimentar planilha de controle).

-Apoia na gestão de documentos

-Realizar a manutenção e operação de equipamentos (motosserras, roçadeiras, bombas d’águas e geradores de energia, e outros

-Apoiar atividades logísticas das reuniões e eventos (abastecer veículos, organizar equipamentos e insumos necessários)

-Apoiar a logística de fiscalização em campo

-Apoiar na aquisição de insumos para as atividades

-Realizar o transporte de pessoas, equipamentos e materiais relacionados as atividades

- Realizar o registro das reuniões (confecção de atas e registros fotográficos)

- Apoiar na mobilização e confirmação da presença dos participantes nos eventos/reuniões

- Organizar documentos e arquivos físicos e digitais

-Apoiar o acompanhamento da agenda de execução dos planos de ação dos conselhos

-Fazer cotações de preços de bens e insumos a serem adquiridos

- Realizar recolhimento de materiais diversos após encerramento dos eventos/reuniões

- Organizar e fazer controle do almoxarifado

-Fornecer apoio administrativo relacionado a emissão de documentos e apoio ao acesso as políticas públicas (Certidão e Declarações, Consultas e realização de cópias)

-Realizar acompanhamento da instalação e funcionamento das cozinhas comunitárias

-Apoiar a organização e logística das oficinas caboclas

-Apoiar o acompanhamento da Condicionante de Belo Mote sobre a pesca

-Apoiar na coleta de dados de pesquisa e monitoramento

- Realizar abertura e manutenção de trilhas (auxiliar de campo – Mateiro)

-Apoiar na sistematização de dados

-Realizar manutenção da infraestrutura nas bases das UCs

-Mobilizar e organizar comunidades e monitores (campanhas do PMB nas UCs)

-Apoiar na organização e logística das atividades de monitoramento e pesquisa

-Organizar Banco de dados (sistematização, tabulação, fotos, informações das ações de monitoramento e pesquisa, etc.)

-Auxiliar nas atividades de escritório e campo

Período da Contratação: 18 meses.

Local Previsto de Execução das Atividades: Estação Ecológica da Terra do Meio – EETM, Parque Nacional da Serra do Pardo – PNSP, Reserva Extrativista do Rio Iriri – RRI, Reserva Extrativista do Rio Xingu – RRX e Reserva Extrativista Riozinho do Anfrísio – RDA.

Remuneração

Valor Bruto: 1 salário mínimo (R$. 930,00)

OBS: Do valor de remuneração supracitado serão descontados os encargos trabalhista, conforme legislação vigente. Carga Horária: 220 horas mensais.

Forma de Contrato: Contrato de Trabalho por prazo determinado (CLT). Serão priorizadas a contratação de pessoas que residam na região das UCs, seu entorno imediato ou próximo à sua base de trabalho (principalmente para o colaborador Auxiliar Operacional de Campo), e que sejam maiores de 18 anos.

Todos os encargos sociais e tributos relacionados, seguro de vida, equipamentos de proteção individual (em acordo com as atividades desempenhadas), transporte e alimentação (nos casos em que for necessário e/ou de acordo com atividades demandadas pela contratante fora do local de atuação), também serão de responsabilidade do contratante.

Dos Prazos do Edital

Os interessados deverão contar com 20 dias para manifestar seu interesse por meio do preenchimento de uma ficha de inscrição (anexa a este edital ou presencialmente no Escritório da FVPP e do ICMBio) e agendamento de entrevista junto à instituição local. O comitê de análise e seleção terá 20 dias para realizar as entrevistas, a seleção e divulgar o resultado.

OBS: A apresentação da documentação referente à comprovação da experiência de trabalho, certificados de cursos, declaração e outros será feita no ato da entrevista.

Período de Inscrição: 11/12/2017 até 02/01/2018

Observação: As inscrições contendo: Ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada, cópia de documentos pessoais (RG, CPF, Carteira de Trabalho, Comprovante de Residência, comprovante de escolaridade) e breve Curriculum deverão ser encaminhadas via email no seguinte endereço: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.:

Ou entregue de forma presencial (em dias úteis e horário comercial) nos seguintes endereços: Sede da Fundação Viver Produzir e Preservar – Rua Anchieta 2092, Bairro Sudam I – CEP. 68371 – 272 – Altamira – Pará e no Escritório do ICMBIO – Altamira, situado na Rua Coronel José Porfírio – Nº 3455 – Bairro: São Sebastião (nas dependências do IBAMA). Período de Análise e Seleção e Entrevistas: 05 a 25 de Janeiro de 2018 Resultado Final: 26/01/2018 Contratação e Início das Atividades: 01 de Fevereiro de 2018 Altamira – Pará, 11 de Dezembro de 2017

FICHA DE INSCRIÇÃO

Nome:___________________________________________________________________ Endereço:________________________________________________________________ RG: _____________________________________________________________________ CPF:____________________________________________________________________ Carteira de Trabalho: _______________________________________________________ *não obrigatório para a inscrição Escolaridade: _____________________________________________________________ Número de filhos:___________________________________________________________ Idade dos filhos:____________________________________________________________ Experiência de trabalho: _____________________________________________________ Declaro estar ciente de todas as condições constantes no edital. _______________________________________________________________ Assinatura do/a Candidato/a 

Projeto Governança Socioambiental avança nos municípios paraenses

Os trabalhos do projeto Governança Socioambiental (FVPP-CLUA) avançam nos municípios do sudoeste do Pará. Os municípios de Anapu e Porto de Moz receberam oficinas que buscam por meio do Plano de Desenvolvimento Regional, aprimorar a organização pautada no tempo e eixos de atuação definidos coletivamente, considerando a atual conjuntura econômica e política do país.

“Dialogar com o povo, planejar o futuro que se deseja. Isso faz a diferença”, destacou Aparecida Brandão da FVPP.

As oficinas realizadas nos dias 14 e 17 de novembro reuniram dezenas de pessoas em Porto de Moz e Anapu respectivamente. O encontro definiu a política de estratégia de atuação para o período de 2018-2030. Com o Plano será possível o fortalecimento do projeto Governança Socioambiental: A ‘Chave’ para a contenção do desmatamento e conservação dos recursos naturais na área de influência das rodovias Transamazônica e BR-163, no sudoeste do Pará.

“Juntos e em parceria lutamos por um novo modelo de desenvolvimento que seja sustentável ecologicamente, economicamente viável e comunitariamente inclusivo”, lembrou a vereadora de Porto de Moz, Xicuta Barbosa.

 

Considerado uma das maiores reservas mundiais de água, fauna e flora e com mais da metade do seu território coberto por florestas, o Brasil tem diariamente uma luta árdua pela preservação ambiental e pela redução das taxas de desmatamento na Amazônia. Esse também é o compromisso da Fundação Viver, Produzir e Preservar (FVPP).

Ascom FVPP

Parabéns Altamira

Da Amazônia virente e radiosa. Um pedaço nos coube em partilha. Terra vasta, fecunda e grandiosa. Da natura esplendor, maravilha. Assim começa o hino de Altamira, cidade que teve origem nas missões dos Jesuítas, na primeira metade do século XVIII. Nestes 106 anos de emancipação, o maior município do Brasil em extensão territorial tem muito que comemorar, mas há também o que mudar.

Altamira é a cidade de todos os povos, do Rio Xingu, da pesca esportiva, do turismo, da agricultura, do artesanato, da pecuária, do comércio, dos ribeirinhos e das tribos indígenas.

Altamira vive dias de cidade grande. O trânsito precisa melhorar, a população não para de crescer e os índices de criminalidade aumentam. Por outro lado, o município ganhou novas redes de varejo, obras de infraestrutura e novos projetos comerciais, como shopping centers, novos bairros, novos reassentamentos. Infelizmente conjuntura da violência não deixa a população ver coisas mais positivas.

Leia mais...

Oficina sobre Plano de Desenvolvimento Regional chega a região de Santarém

Considerado uma das maiores reservas mundiais de água, fauna e flora e com mais da metade do seu território coberto por florestas, o Brasil tem diariamente uma luta árdua pela preservação ambiental e pela redução das taxas de desmatamento na Amazônia. Esse também é o compromisso da Fundação Viver, Produzir e Preservar (FVPP).

No dia 19 de outubro realizou mais uma oficina municipal de atualização do Plano de Desenvolvimento Regional, dessa vez em Santarém, oeste do Pará, que reuniu dezenas de lideranças daquela região, além de representantes dos municípios de Belterra e Mojuí dos Campos.

A FVPP busca com o Plano de Desenvolvimento Regional aprimorar a organização pautada no tempo e eixos de atuação definidos coletivamente, considerando a atual conjuntura econômica e política do país.

Leia mais...

Pagina 1 de 15